terça-feira, 6 de julho de 2010

SILÊNCIO

Toda terça é sempre especial. Neste dia me entrego ao teatro de corpo e alma. São 3 horas muita intensas e super produtivas. Mas hoje o curso foi além das expectativas. Em certo momento, um dos professores colocou uma música para realizarmos um exercício. Foi a nossa primeira experiência no palco com trilha sonora. Foi incrível sentir o poder que o som exerce sobre a nossa mente e em contrapartida sobre o nosso corpo. Se eu precisasse resumir diria que foi INCRÍVEL. De qualquer forma o que mais me marcou foi viajar sobre o silêncio. Comentamos com os professores que escutar a música tinha sido bárbaro e um deles logo disse: "Trabalhar no silêncio é muito mais difícil". A partir daí comecei a ter certeza de que ele estava certo. No silêncio somos obrigados a escutar nossa alma...a ouvir o que ela pede e almeja. Tentar entendê-la é ainda mais complexo. Meu silêncio tem algo que me fascina, mas que ao mesmo tempo me perturba. Seria uma fixação? Talvez! Minha sorte é que meu silêncio também tem áudio, cor e forma. Eu ainda prefiro extravazar nas palavras e transbordar nas emoções. O silêncio eu deixo falar baixinho para quem quiser escutá-lo. Enquanto isso eu peço para aumentar o som porque eu quero gritar!

3 comentários:

Mary Mundo disse...

Viajei junto...e fiquei pensando-não existe silêncio!Pois qdo pensamos que estamos no silêncio,escutamos nossos sons internos! Podem estar afinados,suaves,ruidosos,mas com som..
Gostei da tua escrita.Me fascinam pessoas que sabem e podem brincar com as palavras.É uma grande arte!E o quê não é arte?

YUME by Patty Zingalli disse...

Mary, eu vou ser a tua incentivadora para criar um blog! Mulher, tu tens um poder incrível com as palavras também! Vamos lá!

mary disse...

Rindo divertida aqui...e qdo que rir não implica em diversão? Tá bom,começo por aqui,contigo,vou viajando de carona,e aí um dia,quem sabe,tomo coragem e tomo a direção de um para mim tb...